quarta-feira, dezembro 16

Natal é quando um homem quiser....











T
u que dormes a noite na calçada de relento
Numa cama de chuva com lençóis feitos de vento
Tu que tens o Natal da solidão, do sofrimento
És meu irmão amigo
És meu irmão


E
tu que dormes só no pesadelo do ciúme
Numa cama de raiva com lençóis feitos de lume
E sofres o Natal da solidão sem um queixume
És meu irmão amigo
És meu irmão


Natal é em Dezembro
Mas em Maio pode ser
Natal é em Setembro
É quando um homem quiser
Natal é quando nasce uma vida a amanhecer
Natal é sempre o fruto que há no ventre da Mulher

T
u que inventas ternura e brinquedos para dar
Tu que inventas bonecas e combóios de luar
E mentes ao teu filho por não os poderes comprar
És meu irmão amigo
És meu irmão


E
tu que vês na montra a tua fome que eu não sei
Fatias de tristeza em cada alegre bolo-rei
Pões um sabor amargo em cada doce que eu comprei
És meu irmão amigo
És meu irmão



Intérprete: Paulo de Carvalho
Música: Fernando Tordo
Letra: Ary dos Santos








30 comentários:

  1. Bom dia Natália
    bonita musica
    beijinhos
    ..

    ResponderEliminar
  2. Bom dia!
    estou a comer uma fogaça, queres? é das grandes, húmidas por dentro.
    tão boa, tão boa (estou a ver se não a como toda)
    beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Natalia Bom Dia

    Natal é mesmo quando o homem quer, só que deveriamos todos, querer todos os dias..

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Abóborinha
    Foi feita na tua máquina?
    bom apetite.
    beijinhos.

    ResponderEliminar
  5. gaita num leio nada olhaaaaaaaa as letras beijos

    ResponderEliminar
  6. Bom dia Natália,
    Muito bonita, a letra desta música.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Natália,
    Que bom que apareceu mais uma vovó para me visitar no meu blog. Espero sempre encontrá-la por lá.
    Na verdade, o blog ao qual mais me dedico, e que atualizo com regularidade, é o "Blog da vovó ... mas não só".
    Tenho, ainda, um sobre lembranças de viagens e o outro com dicas para blog, que você já conheceu.
    Prazer em conhecê-la.

    ResponderEliminar
  8. angelina14:14

    boa tarde Natàlia
    linda canção com um lindo texto
    beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Eu tambem sou dessa opinião
    Natal é quando um homem quiser,
    Pena que os homens não querem!!!
    Beijinho amiga, estou aqui toda babada depois do comentario que me deixou:))

    ResponderEliminar
  10. he he feita na minha máquina...ainda estou só no pão! mas um dia deste aventuro-me.
    olha empurras-te o sol para aqui?
    vejo tudo negro ai pós teus lados...

    beijinho

    ResponderEliminar
  11. Bóborinha aqui chove e faz sol.
    e as bruxas a comer pão mole (fogaças).
    Bjs.

    ResponderEliminar
  12. Anónimo15:48

    Márcia diz:
    afinal...o que é "fogaça"????

    ResponderEliminar
  13. Márcia
    Está a foto lá em baixo.
    Vê lá se não parece o pão que ela fez

    ResponderEliminar
  14. Um bom dia para todos. Beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Anónimo15:56

    Márcia diz:
    Ah...acho que é a nossa broa,daqui do Brasil!
    Mas será que ela comprou ou fez...hãããã~?????
    brigadim Naná!

    ResponderEliminar
  16. Anónimo15:59

    Marcia diz;
    ...boom "tarde",amiguinha Vandaaaa!
    tá tudo bem????beijinsss muitossss......

    ResponderEliminar
  17. Um bom dia para ti também Vanda.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  18. Bela letra do Ary dos Santos...
    Um beijinho muito grande Natália, resto de boa tarde... ;)

    ResponderEliminar
  19. angelina16:33

    obrigada Natàlia venho de te mandar um lindo para o Rafael
    bjs

    ResponderEliminar
  20. (Licencinha Natália)
    Marcia, foi mesmo uma igualzinha aquela que eu comi.
    Comprei no sitio que diz na etiqueta, "piqueira".

    Qualquer dia experimento a fazer na MFP, se sair como o meu primeiro pão, em vez de fogaça, sai um "alifante" com tromba e tudo lol.



    beijinhos

    ResponderEliminar
  21. Anónimo16:50

    Márcia diz;
    (licencinha Naná)
    Bóborinha...só tu mesmo!!
    hehehehehe
    Coitada da máquinaDP,deve sofrer um bocado em tuas maõs,fora os "xingões" que escuiita!!!!

    ...e a "parir" em vez de pão,um alifante....eexxplodiu!!!!!!!

    ResponderEliminar
  22. Anónimo16:52

    ....tá linda de pai Natóli...Mãe Natoli....
    beijinss

    ResponderEliminar
  23. Olá Natália.

    Criei um lindo blog onde nos podemos encontrar todos/as.
    Tem o bonito nome (Laço cor de rosa)

    Site: www.lacocorderosa.ning.com

    Espreita e divulga.

    Gostava que fosses a primeira a participar.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  24. Enganei-me.

    Jovilo é o Xekim.

    Até logo

    ResponderEliminar
  25. Estou bem sim, Márcia, tirando o frio....

    Beijo

    ResponderEliminar
  26. Ola Natalia,bonita musica e letra!
    Natal e quando a gente quer ,pena que muitas das vezes nos esquecemos disso!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  27. Olá!
    Vi no cantinho (blog) da nossa Amiga AB - Barani que gostava de me conhecer, pois aqui estou, e também estou muito interessado em a conhcer.
    Já dei uma vista de olhos pelo seu cantinho e estou a gostar. Parabens.

    Bjinhos.Pedro

    ResponderEliminar
  28. Natáliaaaaaaaaaaaaaa estás melhor????
    Nã mexes no blogi...hum...hello :) beijinhos

    ResponderEliminar
  29. Que belo poema amiga.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  30. Olá, Natália!
    Que beleza de poesia!
    Todos os dias deveriam ser natais para o ser humano, mas só sentimos isso nesta época. Uma pena!
    bjs cariocas

    ResponderEliminar

Amo quem chega trazendo Carinho, Sorrisos, Alegria e Paz para a nossa Vida.