sábado, fevereiro 25


A vida é um grande e completo texto, que precisa de muitas vírgulas para ser escrito, ainda que essas vírgulas assumam em alguns momentos formatos de lágrimas.
Augusto Cury

sexta-feira, fevereiro 24

quinta-feira, fevereiro 23

"Milho de pipoca que não passa pelo fogo continua a ser milho para sempre." 
Popcorn popping in slow motion. 
Assim acontece com a gente. 
As grandes transformações acontecem quando passamos pelo fogo.
Quem não passa pelo fogo, fica do mesmo jeito a vida inteira.
 São pessoas de uma mesmice e uma dureza assombrosa. 
Só que elas não percebem e acham que seu jeito de ser é o melhor jeito de ser.
Mas, de repente, vem o fogo. 
O fogo é quando a vida nos lança numa situação que nunca imaginamos: a dor. 
Pode ser fogo de fora: perder um amor, o pai, a mãe, perder o emprego ou ficar pobre. 
Pode ser fogo de dentro: pânico, medo, ansiedade, depressão ou sofrimento, cujas causas ignoramos. 
Há sempre o recurso do remédio: apagar o fogo! 
Sem fogo o sofrimento diminui. 
Com isso, a possibilidade da grande transformação também.
Imagino que a pobre pipoca, fechada dentro da panela, lá dentro cada vez mais  quente, pensa que sua hora chegou: vai morrer. 
Dentro de sua casca dura, fechada em si mesma, ela não pode imaginar um destino diferente para si. 
Não pode imaginar a transformação que esta sendo preparada para ela. A pipoca não imagina aquilo de que ela é capaz. 
Aí, sem  aviso prévio, pelo poder do fogo a grande transformação acontece: BUM! 
E ela aparece como uma outra coisa completamente diferente, algo que ela mesma nunca havia sonhado.
Bom, mas ainda temos o piruá, que é o milho de pipoca que se recusa a estourar. 
São como aquelas  pessoas que, por mais que o fogo esquente, se recusam a mudar. 
Elas acham que não pode existir coisa mais maravilhosa do que o jeito delas serem. 
A presunção e o medo são a dura casca do milho que não estoura. 
No  entanto, o destino delas é triste, já que ficarão duras, a vida inteira. 
Não vão se transformar na flor branca, macia e nutritiva. Não vão dar alegria para ninguém.


Extraído do livro "O amor que acende a lua", de Rubem Alves.

quarta-feira, fevereiro 22

quarta-feira, fevereiro 15

 
✿❧✿❧✿❧✿❧✿❧✿❧✿❧✿❧✿❧✿❧✿❧✿❧✿

O meu Estrelinha Só tem andado muito abandonado,eu que todos os dias metia aqui uma mensagem,desta vez abandonei-o durante algum tempo.
Mas nem sempre apetece escrever.
Todos os dias dou uma volta pelos blogues dos amigos para saber as novidades mas nem tenho comentado.
Estive quase duas semanas sem sair de casa,uma gripe "daquelas"muita febre e tosse,seguida de uma infeção urinária que me levou a passar umas quantas horas nas urgências do hospital,tomei antibiótico e felizmente já está tudo bem.
No domingo fui lanchar com umas amigas para distrair um bocadinho que já estava farta de estar fechada,foi uma tarde bem passada,mas ao chegar a casa recebi uma noticia muito triste,mais uma amiga e vizinha com 46 anos que não consegui vencer o cancro da mama e partiu,fui ao funeral dela na segunda feira,são situações que nos deitam um bocado abaixo,pela saudade que a pessoa nos deixa ,pelo sofrimento que sabemos que passou e por também andarmos na mesma luta,sempre com o medo e a ansiedade que esta doença nos provoca.
Hoje tive que ir ao hospital ao serviço de oncologia onde encontrei uma senhora que fez os tratamentos à quatro anos comigo e já está novamente a fazer quimioterapia,sei que devia estar preparada para enfrentar estas situações ,mas é sempre muito difícil. .
Felizmente tenho o meu grupo "Gang da Mama"no facebook onde vou mantendo contato com as amigas de luta e onde nos vamos ajudando umas às outras a ultrapassar isto tudo.

A vida não é fácil!

Beijinhos para todos .

 ✿❧✿❧✿❧✿❧✿❧✿❧✿❧✿❧✿❧✿❧✿❧✿❧✿

" Eu não sou tão forte quanto eu previa, nem tão fraca quanto eu temia. Não tenho o passo rápido como eu gostaria, nem paraliso como poderia. Aprendi a me equilibrar nos extremos. Se não tenho o direito de escolher todos os acontecimentos, me posiciono de acordo com os fatos. No final, o que me move não é forte o suficiente pra me derrubar, mas é intenso o bastante pra me fazer ir além"

terça-feira, fevereiro 14

 
A vida requer cuidado.
Os amores também.
Flores e espinhos são belezas,
que se dão juntas.
Não queira uma só,
elas não sabem viver sozinhas..
Quem quiser levar a rosa
para sua vida,
terá de saber que com elas,
vão inumeros espinhos.

Não se preocupe: A beleza da rosa,
vale o incomodo dos espinhos..

(Padre Fábio de Melo).

quarta-feira, fevereiro 8

CML lança numero verde para idosos sós

Uma boa iniciativa da CML a mostrar que não se esquece dos seus idosos, pena que só se lembre depois de morrerem 14 pessoas que vivem sozinhas no primeiro mês do ano 2012. 
Mas já dizia o outro, mais vale tarde do que nunca e o numero 800204204 servirá para combater a solidão dos cerca de 85mil idosos que vivem sós na Capital do País. A. Costa indicou que a iniciativa servirá também para criar uma rede de georeferenciação dos idosos e possibilitar uma maior proximidade e assistência.



sábado, fevereiro 4

Muito atual, este senhor!



CINCO QUADRAS DO ANTÓNIO ALEIXO


Acho uma moral ruim
trazer o vulgo enganado:
mandarem fazer assim
e eles fazerem assado.

Sou um dos membros malditos
dessa falsa sociedade
que, baseada nos mitos,
pode roubar à vontade.

Esses por quem não te interessas
produzem quanto consomes:
vivem das tuas promessas
ganhando o pão que tu comes.

Não me dêem mais desgostos
porque sei raciocinar...
Só os burros estão dispostos
a sofrer sem protestar!

Esta mascarada enorme
com que o mundo nos aldraba,
dura enquanto o povo dorme,
quando ele acordar, acaba.