segunda-feira, março 24

                     O AMOLA TESOURAS

Hoje estava na minha sala quando escuto um som familiar.
Abri a janela e lá ia ele...O AMOLA TESOURAS com a sua  bicicleta a tocar a gaita de beiços para chamar os clientes.


Apesar de ser uma profissão que se encontra em extinção,por aqui aindam se vão vendo.
                                   
Dizem que quando aparece é sinal de chuva e hoje mais uma vez cumpriu-se a tradição.
                                                         
                                                   Já chove!



10 comentários:

  1. Que legal essa tradição e aqui ele passa de vez em quando. Adoro ouvir seu barulhinho!!! Uma linda e bucólica cena! beijos,chica

    ResponderEliminar
  2. Olá Natália
    Gostaria que tivesse por aqui,quando precisamos desse serviço temos que sair a procura de quem faz.Hoje nuvens escuras,a chuva ainda não chegou.Gosto quando chega a temperatura fica mais agradável.
    Bjs,tenha uma ótima semana.

    ResponderEliminar
  3. Aqui, nunca vi, assim não. Só tem um Sr. que já está velhinho q amola tesoura por aqui. Mas ponto fixo. Interessante a chuva.. rsrsrs. bjsss

    ResponderEliminar
  4. Aqui perto da casa da minha vovó sempre passa um empurrando seu carrinho com uma roda bem grande!
    Beijos
    Pedrinho

    ResponderEliminar
  5. Sabe que tenho saudade do som do amolador de tesouras? Por aqui não há mais, era tão familiar. Muitas coisas estão se perdendo com a modernidade, não é? Que pena!
    Abraço!
    Sonia

    ResponderEliminar
  6. AH! que tempo gostoso, aqui onde moro não os vejo, mas gostaria de ouvir novamente a musiquinha, não sabia que chovia quando aparecia, interessante, beijos Estou tentando seguir o blog, mas faz quinze dias que quando tento seguir o google manda um aviso para eu tentar mais tarde, vou ser se o teu eu consigo, senão da próxima vez tento de novo, bjos

    ResponderEliminar
  7. Por cá já não anda e também chove.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. No local onde agora vivo também costumo ver e ouvir o amolador três ou quatro vezes por ano, o assobio com várias notas, sempre as mesmas é um som inconfundível. E sempre chove, é verdade.
    Na minha terra chamavam a estes homens de o amola-tesouras, mas ao que julgo eles arranjavam mais os sombreiros (guarda-chuvas) e afiavam poucas tesouras.
    Bonito 'post'. Um abraço, Paula.

    ResponderEliminar
  9. Ainda vemos alguns por aqui tbm, mas creio que tendem a desaparecer.
    Gostei do post.

    ResponderEliminar
  10. Olá Natalia.
    Vou ser sincera não tive a oportunidade de ver,mas achei interessante.
    E a chuva então rsrs,bacana.
    Uma ótima noite.
    Beijos.

    ResponderEliminar

Amo quem chega trazendo Carinho, Sorrisos, Alegria e Paz para a nossa Vida.