quarta-feira, abril 16

                             Lenda do folar da Páscoa



Esta é uma das várias lendas que a tradição guarda ciosamente sobre o folar da Páscoa.

É simples como a alma do povo, pois do povo ela vem. Diz-se que é muito antiga.Todavia, não se sabe ao certo a data em que começou a circular de boca em boca.
Numa aldeia que a tradição não menciona, uma linda rapariga chamada Mariana, pobre mas bela, tinha uma única ambição na vida: casar cedo.
Diz a lenda que ela fiava sentada à porta de casa e orava no seu íntimo a oração que já vinha de avós para mães e de mães para filhas.
Era assim a oração:

Minha roquinha esfiada,
Meu fusinho por encher,
Minha sogra enterrada,
Meu marido por nascer.
Minha Santa Catarina,
Com devoção e carinho
Tomai-vos minha madrinha,
Arranjai-me um maridinho.

Embora a não entendesse bem, parecia-lhe que recitando esta fórmula antiga, que já havia casado sua mãe e sua avó, e as mães e as avós das moças da sua idade, ela seria igualmente atendida.
Contudo, acrescentava sempre uma palavrinha sua, não fosse a Santa entender mal o seu desejo.
E terminava, pois, dizendo: — Santa Catarina! Bem sabeis que me quero casar, com um moço que seja belo, e forte, e trabalhador, para que não fique na miséria...

Tanto rezou a Santa Catarina que a sua vontade se realizou e logo lhe surgiram dois pretendentes: um fidalgo rico e um lavrador pobre, ambos jovens e belos.
A jovem voltou a pedir ajuda a Santa Catarina para fazer a escolha certa.
Enquanto estava concentrada na sua oração, bateu à porta Amaro, o lavrador pobre, a pedir-lhe uma resposta e marcando-lhe como data limite o Domingo de Ramos.
Passado pouco tempo, naquele mesmo dia, apareceu o fidalgo a pedir-lhe também uma decisão.
Mariana não sabia o que fazer.
Chegado o Domingo de Ramos, uma vizinha foi muito aflita avisar Mariana que o fidalgo e o lavrador se tinham encontrado a caminho da sua casa e que, naquele momento, travavam uma luta de morte.
Mariana correu até ao lugar onde os dois se defrontavam e foi então que, depois de pedir ajuda a Santa Catarina, Mariana soltou o nome de Amaro, o lavrador pobre.

Véspera de Páscoa. Marianinha e Amaro tinham combinado para breve o casamento.
Todavia, a rapariga não andava feliz. Do fidalgo ninguém mais vira a sombra. Mas dizia-se à boca pequena que no dia do casamento ele havia de aparecer para matar o Amaro.
Era como uma nuvem negra a toldar o sol dessa alegria nascente!
Atormentada, Marianinha não se deitou nessa noite.
Chorava e rezava. Pedia perdão de ter sido a causadora dessa inquietante situação.
Fora a ambição que a toldara. Mas agora via claro. E queria que tudo acabasse em bem.

Pedia então, entre soluços: — Ó minha Santa Catarina! Vós, que estais tão perto de Deus, falai-lhe por mim e pedi-lhe que me perdoe e me dê uma prova desse perdão!
Foi então ao que se diz — que ela viu a imagem sorrir-lhe...

Marianinha tomou alento. Manhã cedo saiu para o campo.
Apanhou flores e colocou-as no altar de Deus.
Chegada a casa ficou surpreendida. Sobre a mesa das refeições estava um grande bolo com ovos inteiros dentro e rodeado de flores.
Flores iguaizinhas às que ela levara ao altar.
Julgando ter sido oferta de Amaro, correu a casa dele. Mas encontrou-o no caminho.
Também ele ia a casa da noiva. Tinha encontrado, na sua mesa, sem saber quem o levara, um bolo semelhante ao de Marianinha.
Resolveram ir para casa da jovem. E comentaram: — Quem poderia ter sido?
Marianinha não respondeu. Mas sorriu. Amaro indagou: — Porque sorris?
Ela olhou a imagem de Santa Catarina e explicou: — Sabes... Eu ontem orei muito… chorei muito... E pedi a Deus, por intermédio da Santa minha madrinha, que me desse um sinal...
Que sinal? — Um sinal de que estou perdoada... e de que tudo irá correr bem...
E pensas que foi Deus que nos ofereceu o bolo? — Não. Penso... que foi o fidalgo!
O fidalgo? E porquê ele?
Porque Deus quis que ele nos deixasse em paz, e me perdoasse a escolha que fiz...
Amaro concordou: — Talvez...
Só ele teria dinheiro para tão rico presente.
Um bolo com ovos inteiros… e flores... Confesso que nunca vi!
Onde teria ele ido buscar esta ideia?
Marianinha agarrou uma das mãos do noivo: — Amaro! E se fôssemos agradecer-lhe?
Achas que sim? — Acho!
É Deus que assim o quer!
Então, vamos!
E saíram.

Mas no caminho encontraram o fidalgo que lhes sorriu. Amaro apressou-se a falar-lhe:
Senhor fidalgo, quero agradecer-vos a vossa lembrança. O que lá vai, lá vai… e isso prova a vossa grandeza de alma!
O fidalgo pareceu surpreendido.
Amaro, eu é que tenho de agradecer a vossa lembrança.
Nunca vi em toda a minha vida tão lindo bolo com flores!
O jovem casal entreolhou-se. As lágrimas afloraram aos olhos de Marianinha, que exclamou emocionada: Deus é grande! Deus é bom!
Apertaram-se as mãos. Separaram-se amigos.
Mas só Marianinha sabia ao certo quem oferecera aqueles bolos com ovos e flores, verdadeiro presente do Céu.
Mariana ficou convencida de que tudo tinha sido obra de Santa Catarina.

Inicialmente chamado de folore, o bolo veio, com o tempo, a ficar conhecido como folar e tornou-se numa tradição que celebra a amizade e a reconciliação.

Durante as festividades cristãs da Páscoa, o afilhado costumam levar, no Domingo de Ramos, um ramo de flores à madrinha de baptismo e esta, no Domingo de Páscoa, oferece-lhe em retribuição um folar.

13 comentários:

  1. Passei para desejar uma Páscoa Feliz.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Alice
      Beijinhos e uma feliz Páscoa

      Eliminar
  2. Que legal! Não conhecia essa lenda! Adorei! Interessante! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  3. Que linda! Jamais iria imaginar que essa lenda existia e olha que tenho livro de lendas.kkk
    Adorei
    Uma linda noite
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  4. Olá Natália, após ler seu perfil...gostaria de dizer que:

    O Senhor Deus está vendo tudo o que se passa contigo, pois nada é oculto aos seus olhos. Se estais passando por lutas e aflições; saiba que dores maiores ainda, sofreu o nosso Senhor Jesus.
    A nosso consolo é saber que Ele (Jesus) na cruz do Calvário levou as nossas dores (feridas da alma) e enfermidade (doenças no corpo) passagem registrada em Isaías 53. 4. Basta somente crer!

    Sei que há dias que nos encontramos frágeis fisicamente e emocionalmente abalados, mas nunca devemos nos esquecer o que está escrito no Novo Testamento:

    "Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar."
    I Coríntios 10. 13

    Fique firme, não desista jamais!!!

    Quem não luta nunca vence a batalha,
    Não desista pois o nosso Deus não falha,
    Só não vence quem tem medo de lutar,
    Só os valentes tem vitórias pra contar...

    Só quem clama faz a mão de Deus agir,
    Só quem bate faz a porta se abrir,
    Deus não tem prazer naquele que recua,
    Não desista porque a Vitória é Sua!

    Em Cristo,
    ***Lucy***

    ResponderEliminar
  5. Sabes que não conhecia??? Gostei muito e saio daqui mais sábia!!!
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  6. Olá, Natália
    Gosto imenso de lendas, já publiquei bastantes e tenho algumas guardadas para serem publicadas um dia... talvez. Pois esta eu não conhecia, e achei-a linda!
    Obrigada pela partilha. Agora tenho mais uma para a minha colecção :)

    Desejo uma santa e feliz PÁSCOA para si e toda a família.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Bom dia Natália.
    Feliz pascoa.
    Ficarei ausente um tempo.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  8. Nao conhecia, Natália. Gostei. Uma feliz pascoa.

    ResponderEliminar
  9. Lindo.Quando recorremos a Deus,Ele nunca nos desaponta.
    Feliz e Santa Páscoa Natália!!
    Beijos

    ResponderEliminar
  10. Que história interessante , uma feliz páscoa pra ti e sua familia na presença de cristo.
    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  11. É Páscoa! Cristo está vivo, o túmulo está vazio, Ele ressuscitou!!! A mais bela festa dos Cristãos.
    Crentes no Amor de Deus Pai que nos deu seu Filho Jesus Cristo que permanece conosco pela força do
    Espírito Santos, seguimos nossa caminhada na construção de um mundo mais justo, fraterno, humano,
    harmonioso e de doação.
    Todos somos promotores da Paz!
    Feliz, Santa e Abençoada Páscoa.
    Marie.

    ResponderEliminar
  12. Bom dia Natália ,uma Páscoa abençoada para vc .bjs.

    ResponderEliminar

Amo quem chega trazendo Carinho, Sorrisos, Alegria e Paz para a nossa Vida.