sexta-feira, agosto 15

                                       



O dia 2 de Agosto nunca mais vai sair do meu pensamento.
Apesar da minha Mãe já ter 80 anos sempre pensei que estivesse comigo mais uns anos

No dia 2 de Agosto de manhã a minha mãe ligou-me e disse-me que tinha acordado um pouco enjoada e pediu para ir lá ver se a pressão arterial e os diabetes estavam bons.Fui lá ,fiz-lhe o teste dos diabetes e medi a tensão,estava tudo normal,dei-lhe a medicação e o pequeno almoço e acabei por passar a manhã com ela,perto da hora de almoço disse-lhe que vinha a casa fazer o nosso almoço e depois o meu marido ia lá levar o dela como fazia tanta vez.Disse-me que não era preciso,tinha sopa e ia comer com pão e queijo.
Vim para casa,almocei e passado uma hora já estava novamente ao pé dela,já tinha almoçado e estava bem.Ás 15 e 30 começou a dormitar no sofá "era normal a seguir ao almoço dormir um pouco no sofá",deixei-a a descansar e vim para casa com a promessa de voltar lá à noite.Mas eram 17 e 30 lembrei-me de lhe telefonar,não atendeu o telemóvel nem o telefone de casa.Fiquei preocupada fui logo para casa dela que fica a uns 3 ou 4 minutos da minha,ia com o coração muito apertado mas com esperança que tivesse vindo para o jardim em frente a porta e que tivesse esquecido o telemóvel,cheguei olhei para o lugar onde se costumava sentar ,já lá estavam as vizinhas mas a minha mãe não...Toquei a campainha e nada.Abri a porta vi a luz da casa de banho ligada mas ela não estava,olhei para o sofá onde a tinha deixado a dormir e também não estava,o meu marido olhou para o quarto e disse-me que a minha mãe estava no chão do quarto,espreitei e aí desconfiei que o pior tinha acontecido.O meu marido viu-lhe a pulsação e a minha querida mãe já não dava sinal de vida,ligamos para o 112 mas quando os bombeiros chegaram confirmaram que já estava morta.
O que aconteceu foi que a minha mãe acordou e devia estar a sentir-se bem,"se estivesse com alguma indisposição tinha-me chamado,o telemóvel estava na mesa à frente dela"levantou-se do sofá,foi à casa de banho lavar-se e estava no quarto a vestir-se,penso que para ir ter com as amigas ao jardim,teve uma paragem cardíaca.


Foi o maior choque da minha vida,não tem explicação a dor que senti.O meu pai faleceu há 15 anos,estava muito doente e eu sabia que ele ia partir,foi muito difícil,apesar de saber que isso ia acontecer e que o sofrimento era muito nunca estamos preparados para ver partir quem amamos,a minha mãe apesar dos seus 80 anos estava relativamente bem para idade e nada fazia prever o que aconteceu.
Com a partida dela falta-me a minha melhor amiga,o meu porto seguro.É duro ficar sem pai nem mãe.
Tenho o meu marido,os meus filhos e os meus netos que me dão muita força mas sinto tanto a falta dos meus pais.


Quero agradecer todos os comentários que deixaram aqui no blog,as mensagens que recebi,os emails,os telefonemas.
Obrigada pelo apoio e pela força.
Beijos.




23 comentários:

  1. Puxa,Natália, imagino ,mesmo que esse dia te ficará pra sempre marcado. Essa cena vista impressiona e perder quem gostamos não é bom nunca, independente da idade, se a pessoa está ainda bem!


    Desejo que fiques bem, que tenhas força e consigas superar essa perda! beijos sentidos,chica

    ResponderEliminar
  2. Oi Natália, eu não sabia.
    É muito difícil perder pai, mãe, enfim só o tempo pode nos acalme, pois esquecer nunca.
    Que Deus ajude a superar essa triste dor.
    Abç
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  3. Sei exatamente como se sente Natália.Vai fazer quatro anos que minha mãe se foi e até hoje a saudade é imensa.Faz muita,muita falta.Força para nós amiga,nosso consolo é que estão na companhia de Deus.Sei que o tempo ameniza,mas a falta e a saudade sempre vão existir.
    Beijos

    ResponderEliminar
  4. Natalia
    embora seja a unica certeza dessa vida a morte, ninguém está preparado para ela. Qdo perdemos alguém que estava em sofrimento por algum motivo de saúde, talvez nosso coração fique mais tranquilo porque sabemos que isso o aliviou da dor, mas mesmo assim sofremos, que dirá qdo perdemos alguém que esta bem, não existe dor pior. Essa dor só o tempo ameniza...agora ela já descansa no colo do PAI. E acredito que está muito feliz ao lado do seu pai...

    Que o tempo te traga o conforto e alivio na alma!

    BJos e desejos de dias melhores...

    ResponderEliminar
  5. Nossos sinceros sentimentos, Natália
    Que a sua querida mãe descanse em paz.
    Um forte abraço e beijinhos de
    Verena e Bichinhos

    ResponderEliminar
  6. Naná... escrevi muito e não sei como apagou-se tudo...sei o que sentes...dói muito! Aceita-se? Não!
    Mas hoje passado todos estes anos tenho finalmente o coração tranquilo, como dizem o tempo ajuda a sarar as feridas é verdade!
    Está sempre presente na minha vida, em memórias, no dia-a-dia nas coisas mais simples que ela gostava e que hoje são lembranças.
    Tem dias que a saudade aperta mais e choro...chorar alivia o coração e a alma e espera-se que o dia seguinte seja mais leve...beijinho grande.

    ResponderEliminar
  7. É triste, é dolorido, . . . veja por outro lado. Deus sabe o que faz!
    Cada um tem o seu dia, e ela se foi sem muito sofrimento. Com 80 anos deu para ver muita coisa desta vida. Muitos, mesmo respirando não conseguem viver. Aproveite e chore o que tiver para chorar, o momento é este.
    Felicidades.

    ResponderEliminar
  8. Não sabia, desculpa...e sinto muito.
    Nesta hora, nestes momentos as palavras não apagam a dor...por isso muita força!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Meus sentimentos, Natália. A morte é sempre triste e dramática. No dia 29.08.2008, minha mãe se foi. Meu pai faleceu em 13.10.2002. Perdi um tio paterno em junho, deste ano. E meu tio materno partiu neste último dia 8. Não é nada fácil!

    Lamento muito, Natália!

    ResponderEliminar
  10. Boa noite Natália.
    Sem palavras com a sua perda e relato, muito triste.
    Que Deus lhe ampare e lhe de a força que precisaste.
    Uma semana de muita forca e paz.
    Abraços.

    ResponderEliminar
  11. Boa noite Natália, estava afastada da net há quinze dias devido a problemas na gravidez das duas filhas, então hoje vim para visitar os blogs amigos que tanto aprecio, cheguei aqui e li tua dolorosa mensagem, fiquei sem palavras, não importa a idade que tenham, nós os amamos e fica difícil aceitar a partida, mas tenho certeza que ela foi recebida pelos anjos e que o adeus não existe é apenas até breve, fica com Jesus que em sua misericórdia lhe trará lenitivo para a tua dor, bjos em tua alma Luconi

    ResponderEliminar
  12. Natalia,sinto demais pelo acontecido,minha amiga! Que bom que vc esteve ao lado dela em todos os momentos! Meus sentimentos a vc e desejo que Deus a ampare nesse dificil momento e conforte sua alma. Bjs e meu carinho,

    ResponderEliminar
  13. Oi Natália, é triste tudo isso, sei que essa dor nem o tempo apaga, o bom é que ela se transforma em uma doce saudade, sei o que sentes, já perdi o meu esposo e agora a 07 anos meu pai. Sei também que não tem palavras que console, mas no céu tem um consolador ele sim pode te consolar o Espírito Santo, que ele te console e te abrace nesses momentos difíceis de dor e perda. Que a Paz de Cristo te envolva minha amiga. Bjs

    ResponderEliminar
  14. Olá amiga...passei por aqui para dar-lhe o meu grande abraço.
    Fica com Deus, Marie.!

    ResponderEliminar
  15. Muitos dias já se passaram do ocorrido com sua mãezinha. Fique em paz Natália, afinal, você deu toda a atenção a ela nesse dia. A missão dela se cumpriu.
    beijo no seu coração!

    ResponderEliminar
  16. Boa tarde Natália, momentos muitos difíceis!
    Que Deus a ajude a superar a falta da sua querida Mãe!
    Ficam as boas recordações e tenha coragem e força para caminhar, como decerto a sua mãe gostaria de a ver!
    Muitos beijinhos,
    Emília

    ResponderEliminar
  17. Natália, voltei atrás para dizer que deixei expressos meus sentimentos no "post" anterior.
    Grande abraço.
    Emília

    ResponderEliminar
  18. Lamento o que passaste e pelo que passas, porém lhe digo: aceites com naturalidade a vontade Divina e agradeças por ela não ter sofrido; acolhe-te no colo da Nossa Senhora Sagrada Mãe de Deus e terás conforto...

    ResponderEliminar
  19. Obrigada a todos pela força e pelo carinho.
    Está a ser muito difícil.
    Beijos

    ResponderEliminar
  20. Oi Natalia
    eu lembro do dia em que deste a notícia da perda.
    É muito triste perder a mãe.
    Quando perdi a minha senti que fiquei desamparada na terra
    apesar de ter o apoio dos que me amam
    Mas parte da minha história parecia que tinha se ido com ela.
    O tempo passou. A dor fica adormecida e a saudade é intensa.

    Tenha forças Natália, para seguir a caminhada
    Guarde-a no coração .
    Fica com Deus!
    bjo
    Zizi

    ResponderEliminar
  21. Minha querida Natália, só agora aqui cheguei e percebi o que se tinha passado...ainda enredada nas férias ainda não retomei a rotina dos blogues...lamento, lamento tanto a perda da tua querida mãe...sei bem o que custa encarar a morte dos que amamos e nunca mas nunca estamos preparados...Resta-nos seguir o caminho e acreditar que ninguém parte verdadeiramente enquanto habita o nosso coração...!Tu és uma mulher forte rodeada de muitos que precisam de ti e te amam...vais conseguir seguir o caminho!
    Um abraço bem apertado minha amiga e perdoa não ter dado conta antes e não ter vindo por isso dar o meu conforto na altura certa.
    Maria

    ResponderEliminar
  22. Para além da filha que foste, és uma amiga muito boa. Não tenho é palavras para te confortar..... Gosto muito de ti e euro muito ver-te bem!!!!!

    ResponderEliminar
  23. Querida Natália, passei apenas para deixar o meu carinho e a minha força!
    Beijinhos amiga!
    Maria

    ResponderEliminar

Amo quem chega trazendo Carinho, Sorrisos, Alegria e Paz para a nossa Vida.