quinta-feira, setembro 29


 "Ele fazia graças para espantar desgraças"

" Mia Couto in " Contos do Nascer da Terra" (p.80)

Hoje ao ler esta frase identifiquei-me nela.
Sou assim mesmo!!! Um bocado "palhaça."
A vida é tão complicada que ás vezes temos que fazer ou dizer umas coisas engraçadas para aliviar o stress e esquecer nem que seja por momentos as desgraças.


4 comentários:

  1. Também penso assim. De nada adianta sermos sisudas, sérias demais e carrancudas...Nada ajuda mesmo! Uma brincadeira, mesmo em meio ao caos faz bem! bjs, chica

    ResponderEliminar
  2. Boa noite, querida amiga guerreira Natália!
    Vc é muito extrovertida e por isso não se afundou no câncer... quisera todos fosem iguais a vc, querida...
    A tristeza traz inúmeros prejuízos à nossa saúde mas temperamento, a gente nasce com ele entretanto, pode ser modelado sim e, com a ajuda divina, muito mais, claro!
    Parabéns por ser como é: uma alegria em pessoa...
    Aprendi, na espiritualidade, que o nosso rosto não é para nós...
    Bjm muito fraterno

    ResponderEliminar
  3. Boa noite Natália,
    Já tive o prazer de verificar ao vivo:)) que é uma pessoa muito bem disposta e que contagia.
    Hoje estive no Convento de Mafra e lembrei-me da alegria que foi o nosso almoço com Rosélia há quatro semanas atrás
    Amiga, continue assim sempre com essa boa disposição que contagia todos á sua volta.
    Beijinhos
    Emilia

    ResponderEliminar
  4. Pois é Natália, as vezes é preciso esta arte mesmo para não explodir e muitas vezes o resultado é bacana mesmo.
    Meu abraço.

    ResponderEliminar

Amo quem chega trazendo Carinho, Sorrisos, Alegria e Paz para a nossa Vida.